Vida de Imigrante

A importância de um sommerjobb (trabalho de verão)

1 de julho de 2018

Eu não sei vocês, mas se eu não estou com os meus dias completamente ocupados, eu sinto que estou sendo completamente inútil para a sociedade. Foi por isso que depois de pesquisar bastante sobre o mercado de trabalho aqui na Noruega, eu resolvi procurar uma forma de ocupar o meu tempo com algum tipo de trabalho, não só com a intenção de ganhar dinheiro, mas sim, experiência e referência em solo norueguês.

O meu foco, desde que eu pensei em me mudar para a Noruega, sempre foi aprender o idioma antes de qualquer coisa. Eu sempre tive na minha cabeça essa idéia de que, para prosperar 100% por aqui, eu devo conseguir me comunicar tranquilamente com todo mundo. Vai demorar muito para eu atingir a fluência que eu quero e acho ideal, mas o fato de conseguir me expressar, entender e ser entendida, independente do assunto e do que eu estiver fazendo, já me satisfaz e muito. Mas, com dois meses de férias da escola durante o verão, mais o fato de que a escola praticamente pára depois da prova de proficiência que acontece no último mês de aula, eu estava me sentindo muito inútil para a sociedade e com um déficit de aprendizado e prática na língua.

Não só pelo fato de não ganhar dinheiro e não contribuir pagando imposto, mas dentro de mim, eu sentia que eu precisava fazer alguma coisa, seja pra complementar o meu currículo com alguma experiência aqui na Noruega (e também ter uma referência posteriormente) ou para conseguir dar um rumo pro resto do meu ano. E foi aí que, depois de pesquisar muito sobre o mercado de trabalho e entender que, sem norueguês eu não conseguiria muita coisa por aqui, e também depois de conversar com meu professor e ele dizer que tenho total competência para fazer o teste de nível B1/B2 em dezembro, eu resolvi entrar de cabeça e focar completamente nisso.

Isso significava que, não adiantaria muito eu conseguir um trabalho full time por agora, que seria provavelmente em Oslo, meu foco principal, porque para isso acontecer eu preciso me certificar de que eu tenho uma base boa no idioma para seguir em frente e competir de igual para igual com os meus concorrentes. É aquela velha história, às vezes para darmos um passo largo e atingir o objetivo que a gente quer, muitas vezes precisamos dar passos menores, talvez alguns que recuam um pouquinho, para atingir esse objetivo com sucesso mais para frente.

Eu juntei o útil e o agradável, e consegui um trabalho de verão com duração de 3 meses em uma micro-empresa de uma pessoa na família do Thomas (meu digníssimo esposo). Eles precisavam fazer várias implementações e melhorias na homepage deles (pra quem não sabe, sou formada em desenvolvimento para web) e também criar uma nova loja online, onde eles gostariam de juntar tanto a homepage atual (que é um catálogo online) com a antiga loja (onde os clientes conseguem de fato comprar os produtos). E é isso que eu tenho feito desde maio desse ano. Quando eu senti que a escola deu uma aliviada, sem testes, sem pressão, e para ser bem sincera, só com encheção de linguiça até as férias de verão, eu comecei a trabalhar pela manhã e ir para a escola durante a tarde. E foi ótimo pra mim. Foi cansativo? Foi, mas eu comecei a ocupar o meu dia com uma coisa que me fazia me sentir útil, e toda aquela bad vibe que estava me pressionando pra fazer alguma coisa, foi embora.

Por que eu acho que um sommerjobb é importantíssimo pra quem está começando a vida aqui na Noruega? Especialmente se o seu foco é aprender o idioma, é uma ótima idéia para ocupar esses dois meses sem aula. Eu sei que muitos praticam sim o idioma incansavelmente porque querem de fato aprender, mas também muitos se apoiam no inglês em casa e acabam se afastando um pouco do aprendizado do mesmo durante esse período. Eu só falo em norueguês no trabalho, e agora, durante as férias onde estou trabalhando 8 horas por dia, tenho sentido que melhorei muito minha fluência para falar, apesar de ainda me frustrar a tentar explicar coisas técnicas do meu dia a dia, eu senti que tenho conseguido me virar muito bem e pelos próximos quase dois meses que tenho pela frente, acredito que só tenho a acrescentar.

Outra vantagem de ter um sommerjobb é aprender sobre quanto vale a sua hora trabalhada, quanto você paga de imposto, como declarar o imposto de renda, entender o holerite e coisas burocráticas do universo corporativo. É importante também para entendermos nossos direitos como trabalhadores e como o ambiente de trabalho funciona na Noruega. Eu, por exemplo, já senti que meu ritmo de trabalho é bem superior ao esperado, eu trabalho muito rápido e sob pressão, porque é essa a realidade que eu vivi no mundo corporativo brasileiro.

Eu estou satisfeita com o meu planejamento até aqui. Esse é um dos motivos pelos quais eu ando um pouco afastada das minhas redes sociais, do canal do Youtube e também atrasada com os posts aqui no blog. Mas, espero conseguir encaixar tudo isso na minha rotina pelos próximos dois meses, mas finalmente a vida está acontecendo, né?! Eu também estou trabalhando num plano de estudos onde vou começar a pegar pesado no norueguês nas próximas semanas, para já entrar no próximo e último semestre da escola de cabeça e focada para a prova de proficiência, e também espero conseguir compartilhar com vocês o meu desempenho nessa trajetória até o resultado do exame.

Posts Relacionaods

Comentários

  • Responder Henrique 2 de julho de 2018 at 02:26

    Olá, parabéns pelo blog super interessante e instrutivo! Além do Finn e Nav, teria algum site ou portal voltado para vagas de sommerjobb?
    Obrigado

    • Responder Stephanie 2 de julho de 2018 at 08:03

      LinkedIn e buscando por “sommerjobb + nome da cidade” no Google. É mais fácil encontrar em cidades pequenas, do interior, pra trabalhar em fazendas ou com pesca.

  • Deixe um comentário